Hotel Agrinho Suites & Spa Gerês Logo
"Fantástico espaço em total harmonia com a natureza, discretamente implantado num local com vistas desafogadas e deslumbrantes sobre o rio Cávado. " — Rodrigo Freitas

O Corso no Gerês

2020/03/01

O Corço é o cervídeo de menor porte existente no Parque Nacional Peneda Gerês. Primo afastado do veado, apresentou uma evolução ao longo dos séculos, mas continuou a fazer parte da mesma família. No mundo banda desenhada é conhecido por Bambi, o pequeno veado que fez as alegrias da criançada.
Mas, apesar da toda a sua graciosidade e beleza, o Corço revela instintos tão apurados como os do mais bravio dos animais. Com uma capacidade visual fora do vulgar, o Corço consegue detetar um pequeno movimento a largas distâncias. Com um ouvido apuradíssimo sente o mais leve movimento ou o mais suave remexer da folhagem. Com um nervosismo só dele característico, este pequeno cervídeo consegue desconcertar o mais frio e calmo dos caçadores.
Apresentando uma altura ao garrote que raramente ultrapassa os 80 cm e uma facilidade de movimentação proporcionada pelas suas altas, esguias e resistentes patas, o corço consegue dissimular-se no mais elementar dos cobertos vegetais. Por tudo isto, a caça ao Corço provoca uma paixão enorme em todos aqueles que gostam de caçar de forma ética e rigorosa.
A sua alimentação, apesar de ser um herbívoro ruminante, consiste maioritariamente no consumo de plantas leguminosas de folha curta, larga e tenra, pelo que fácil se torna procurar os corços numa região onde estejam presentes: basta saber onde se encontra a sua alimentação preferida e observar, em diferentes momentos do dia, os campos onde se alimentam.
A época de reprodução acontece - nas regiões temperadas - entre meados de abril e fins de maio (nas regiões frias do norte da Europa o cio só acontece nos princípios de agosto), mas as crias só nascem no princípio da Primavera seguinte. Este facto é devido a um fenómeno interessantíssimo que nos mostra como a Mãe Natureza protege os seus filhos: para garantir a maior possibilidade de sobrevivência das crias, as parições só se verificam no princípio da Primavera por ser esta a época em que a alimentação preferida é mais abundante, de maior qualidade e mais rica em nutrientes.
O Corço é um animal que, devido às suas preferências alimentares consome pouca água, retirando-a quase exclusivamente do alimento que digere, pelo que necessita de um ambiente com um mínimo de 800mm de média de precipitação anual. Quando tal não acontece a espécie enfraquece, definha e os animais vão a pouco e pouco perecendo.
E se de repente ouvir um ladrar rouco e forte que se afasta, então caro amigo, isso significa que o Corço "deu" consigo antes que se tenha apercebido da presença do animal. O "ladrar" representa não só um sinal de aviso para os congéneres, como igualmente uma intimidação para os perigos desconhecidos.



#OCorsonoGerês
#HotéisnoGerês
#HotelnoGerês
#HotelSpanoGerês
#CasasdefériasnoGerês
#Casasparafériascompiscinainterior
#FimdesemanaromânticonoGerês
#HotelnasTermasdoGerês
#AlojamentonoGerês
#HotelnaalbufeiradaCaniçada
#ReservashotelnoGerês
#HotelnoParqueNacionalPenedaGerês
#FériasnoGerêsPortugal
#CasasparaalugarnoGerês
#Gerêstudoincluído
#CaminhadasnoGerês